O que é Marketing Editorial? Veja como se destacar nesse mercado - Diagramando
16155
post-template-default,single,single-post,postid-16155,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-theme-ver-10.1.2,wpb-js-composer js-comp-ver-5.1,vc_responsive
 

O que é Marketing Editorial? Veja como se destacar nesse mercado

O que é Marketing Editorial? Veja como se destacar nesse mercado

Você trabalha numa editora e precisa melhorar os resultados do negócio? Tomar decisões mais certeiras e encontrar uma vantagem competitiva para a empresa? Pois saiba que a saída para isso pode estar no marketing editorial.

O marketing é uma área que vem ganhando cada vez mais espaço no mundo dos negócios. Altamente adaptável, sua função é compreender as necessidades dos consumidores de um determinado produto ou serviço por meio de um conjunto de ferramentas que auxilia na tomada de decisão nas áreas de comunicação, de vendas e, até mesmo, de produto! Essas estratégias, quando aplicadas à produção de conteúdo, são conhecidas como marketing editorial.

Para ajudar você a entender melhor como tudo isso funciona, no post de hoje apresentamos as principais informações sobre o que é marketing editorial e como usá-lo para potencializar os rendimentos do seu empreendimento. Continue a leitura e confira!

O que é marketing editorial?

Em termos gerais, marketing editorial é o uso das ferramentas tradicionais do marketing no planejamento e na elaboração das estratégias de uma editora ou empresa focada na produção de conteúdo editorial. Seu objetivo é se aproveitar de técnicas já validadas em outros mercados para otimizar as ações editoriais.

O público-alvo desse ramo são pessoas que consomem conteúdos diversos e sua abrangência vai além de livros: enquadram-se também revistas, portais, e-books, plataformas digitais, materiais didáticos etc. Neste sentido, toda empresa que atue em qualquer um desses nichos pode se valer dos benefícios do marketing editorial para melhorar os resultados do negócio.

Qual o seu papel?

Usando o marketing editorial, a empresa recebe informações estratégicas sobre o que publicar, formatos, quantidades, etc, para que possa tomar decisões com base em dados reais do mercado.

A área de marketing fica responsável, entre outros aspectos, por indicar quem é o público consumidor e os segmentos que a editora atende ou possui potencial para atender. Entre os dados fornecidos, destacam-se:

  • produto — com direcionamento para decidir se o tema escolhido é relevante para livro, revista, jornal, artigo ou todos eles;

  • formato — com indicação do melhor meio de comercialização, a saber, impresso, vídeo, áudio ou virtual;

  • preço — com recomendação do valor ideal baseado em pesquisas feitas com o público-alvo sobre o quanto ele se dispõe a pagar;

  • mercado de distribuição — apresentando qual distribuição é a mais adequada para o produto: nacional, regional ou uma ação pontual;

  • segmento-alvo — com designação do público ao qual a publicação deve ser destinada;

  • concorrência — com definição de quais são os concorrentes diretos e indiretos, mostrando a melhor forma de apresentar o conteúdo ao considerar outros lançamentos do mercado;

  • promoção — com apresentação de um plano estratégico para a publicidade do produto, considerando canais de venda e distribuição.

Além disso, o marketing editorial tem como função identificar oportunidades de expansão para o negócio, bem como ameaças que possam prejudicar os ganhos da empresa.

Quais são os benefícios do marketing editorial?

Força de vendas bem preparada

Ao usarem informações fornecidas pela área de marketing, tais como argumentos de negociação, estratégias eficazes e alinhamento de objetivos, a equipe de vendas consegue alcançar resultados mais significativos.

Ações mais certeiras

Servindo-se de dados e de estudo de mercado que apresentem as melhores formas de satisfazer o público, as ações podem ser mais certeiras. Isso impacta diretamente no sucesso do empreendimento, tornando-o mais lucrativo, os clientes mais satisfeitos e o valor de marca otimizado.

Ampliação do público

Com um negócio mais bem-sucedido, aumenta-se a viabilidade para ampliar sua atuação por meio da exploração de novas possibilidades como públicos, mercados e formatos.

Vantagem competitiva

Muitas empresas têm adotado o uso do marketing como forma de vantagem competitiva, principalmente em segmentos tradicionais nos quais as decisões são feitas com base em “achismos” ou vontades de uma única pessoa; e não em dados do mercado, como acontece no marketing editorial. Empresas que resistem a essa atuação mais objetiva estão em desvantagem, uma vez que a chance de suas decisões não darem certo são muito maiores.

Então, gostou de entender o que é marketing editorial e por que ele pode ser um investimento inteligente para sua empresa? Já usa essa estratégia na sua editora? Deixe seu comentário e compartilhe sua experiência ou opinião com a gente!

 

Sem Comentários

POSTE UM COMENTÁRIO